Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

Estudos feministas: por um direito menos machista



Gostinski, Aline (Organizador), Martins, Fernanda (Organizador)

Direitos das Mulheres, Direitos Humanos


Sinopse

A obra, que encerra nossa trajetória coletiva, vem como medida de conjugar produção acadêmica realizada nos últimos anos no Brasil sobre as práticas de aborto. Apresentando como objetivo o levantamento de dados, pesquisas, fundamentos jurídicos nacionais e internacionais que sustentam a urgência da descriminalização do aborto enquanto proposta de um instrumento jurídico que oportunize embasamento teórico sólido. Nos orgulhamos muito por termos construído cada um dos volumes com a colaboração de produções jurídicas de altíssima qualidade elaboradas por autoras de diversos graus de formação e de inúmeros locais do país. Tantas diferenças e “diferentes” que se encontraram nas mesmas preocupações e no mesmo chamado para combater esse sistema social em que homens mantêm o poder e concentram as funções de liderança política, autoridade moral, privilégio social e controle das propriedades.

Metadado adicionado por Tirant Lo Blanch Brasil em 12/03/2021

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Tirant Lo Blanch Brasil

ISBN relacionados

9786559080304 (ISBN do e-book em PDF)


Metadados completos:

  • 9786559080311
  • Livro Impresso
  • Estudos feministas: por um direito menos machista
  • --
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • 5
  • --
  • --
  • Gostinski, Aline (Organizador), Martins, Fernanda (Organizador)
  • Direitos das Mulheres, Direitos Humanos
  • Educação
  • SOC010000, POL035010
  • --
    --
  • 2020
  • 31/12/2020
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 16 x 23 x 2 cm
  • 0.25 kg
  • Brochura
  • 221 páginas
  • R$ 90,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9786559080311
  • 9786559080311
  • --

Sumário

CAPÍTULO 1 - DIREITO, MORAL, RELIGIÃO E O COMEÇO DA VIDA NA ADPF 442............................................................19
Luanna Tomaz de Souza
Andrea Ferreira Bispo
CAPÍTULO 2 - ABORTO: UMA REUNIÃO DE PRECONCEITOS, DA PURA ILICITUDE À NÃO INTERRUPÇÃO AUTORIZADA...............................................31
Kiria Silva Orlandi
Marcella Furtado de Magalhães Gomes
CAPÍTULO 3 - ABORTO: REFLEXOS DA CRIMINALIZAÇÃO SOB A ÓTICA DAS MULHERES SOCIALMENTE VULNERÁVEIS..........................................................................47
Marcela Vignoli Cordeiro Bessa
CAPÍTULO 4 - NO DIREITO, NOS LIVROS E NAS RUAS: A IMPORTÂNCIA DA CRIMINOLOGIA FEMINISTA INTERSECCIONAL PARA A LUTA PELO DIREITO AO ABORTO NA AMÉRICA LATINA ............................................63
Camila Estela Cassis Augusto
CAPÍTULO 5 - A LUTA PELO DIREITO AO ABORTAMENTO SEGURO: ARGUMENTOS JURÍDICOS FUNDAMENTADORES DA LEGALIZAÇÃO DAS PRÁTICAS DE ABORTO..............................................................................79
Bárbara de Freitas do Amaral
CAPÍTULO 6 - RESISTIR PARA EXISTIR: REFLEXÕES SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO CONTEXTO DO ABORTO.............................................................................93
Jaqueline Alexandra Maccoppi

CAPÍTULO 7 - ABORTO: UM DIREITO FEMININO
SUBORDINADO AO ARBÍTRIO DOS HOMENS................ 103
Sâmya Santana Santos
CAPÍTULO 8 - A CRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO COMO
VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS DAS MULHERES:
POSSIBILIDADES JURISPRUDENCIAIS............................. 119
Chimelly Louise de Resenes Marcon
CAPÍTULO 9 - A LEGALIZAÇÃO DO ABORTO NA UNIÃO
SOVIÉTICA: TENSÕES ENTRE O FEMINISMO E O
PUNITIVISMO........................................................................ 145
Carla Benitez Martins
CAPÍTULO 10 - ABORTO NO DIREITO COMPARADO: A
DIGNIDADE HUMANA COMO ARGUMENTO PARA A (DES)
CRIMINALIZAÇÃO................................................................. 161
Isadora Costi Fadanelli
CAPÍTULO 11 - A DESPENALIZAÇÃO DO ABORTO EM
PORTUGAL E OS RETROCESSOS NO BRASIL ATUAL...... 175
Rafaela Cristina Alves Pereira
CAPÍTULO 12 - CRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO E
ABERRAÇÃO DA NORMALIDADE: NOTAS FEMINISTAS
SOBRE DESOBEDIÊNCIAS CORPÓREO-COLETIVAS...... 185
Domenique Assis Goulart
CAPÍTULO 13 - O DIREITO DE NÃO MORRER: A
MAGNITUDE DAS CONSEQUÊNCIAS DA INTERRUPÇÃO
INSEGURA DA GRAVIDEZ, EM RAZÃO DA IMPOSIÇÃO DO
ESTADO NO PAPEL DE PATRIARCA–AUTOCRÁTICO...... 199
Aisla Carvalho

CAPÍTULO 14 - NOLITE TE BASTARDES
CARBORUNDORUM: A (DES)CRIMINALIZAÇÃO DO
ABORTO A PARTIR DO CONTO DA AIA DE MARGARETH
ATWOOD................................................................................. 209
Rosália Maria Carvalho Mourão
Wirna Maria Alves da Silva