Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

A (in)visível presença do ser
diálogos entre Cézanne e Merleau-Ponty



Sousa, Tiago de Jesus (Autor)

Filosofia, Pintura, Ensaio, Cézanne, Merleau-Ponty, Diálogos


Sinopse

Paul Cézanne, um dos maiores pintores modernos, chamado por Pablo Picasso de «O Grande Mestre», é tomado nesse livro como a referência fundamental de ruptura com a arte, a ciência e a filosofia clássicas. O livro descreve como Maurice Merleau-Ponty vê na obra do pintor uma possibilidade de superação de uma filosofia que não leva em consideração o contato primordial com o mundo e o transforma em pensamento. Cézanne habita o mundo e faz parte dele, por isso não precisa pensá-lo para pintar, mas apenas vivê-lo. A construção da expressão na tela é realizada por Cézanne por meio de uma promiscuidade entre o visível e o invisível que possibilita, por um ato criador, a experiência do Ser enquanto presença.

Metadado adicionado por Editora Cajuína em 20/05/2020

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Editora Cajuína

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9786586270297
  • Livro Impresso
  • A (in)visível presença do ser
  • diálogos entre Cézanne e Merleau-Ponty
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Sousa, Tiago de Jesus (Autor)
  • Filosofia, Pintura, Ensaio, Cézanne, Merleau-Ponty, Diálogos
  • Artes
  • 100
  • PHI000000
  • --
    --
  • 2020
  • 30/05/2020
  • Português
  • Brasil
  • acima de 12 anos
  • Não recomendado para menores de 18 anos
  • 16 x 23 x 1 cm
  • 0.25 kg
  • Brochura
  • 130 páginas
  • R$ 42,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • --
  • 9786586270297
  • 9786586270297
  • --

Sumário

INTRODUÇÃO, 9
AS PALAVRAS E OS GESTOS FILOSÓFICOS DE MERLEAU-PONTY, 21
O corpo, 23
O mundo, 30
A percepção, 37
A carne, 42
A PINTURA E A NUDEZ DO MUNDO, 45
A perspectiva, 50
O contorno e a cor, 55
O olhar e o gesto, 65
A pintura pré-reflexiva, 70
PERFEIÇÃO E SELVAGERIA, 75
O cientificismo e a percepção, 75
A pintura, o espaço e as coisas, 78
Os outros, o homem e o pintor, 84
O mundo e a pintura, 90
A PINTURA DE CÉZANNE COMO EXPRESSÃO DE PRESENÇA, 97
A pintura e o visível, 97
A pintura, o ser bruto e a verticalidade, 103
CONSIDERAÇÕES FINAIS, 113
NOTAS, 118
REFERÊNCIAS, 126