Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

Crime organizado no Brasil
apontes sociológicos



Cruxen, Letícia (Autor)

Letícia Cruxen, América do Sul, Comando Vermelho, Crime, Crime Organizado, PCC, Relações Internacionais, Sociologia


Sinopse

Para analisar a complexa realidade das organizações criminosas no país precisamos, com urgência, de quadros analíticos rigorosos que nos façam avançar para além de lugares comuns que colocam o criminoso ora como vítima passiva de uma sociedade desigual, ora como portador de toda vilania. É precisamente este o empreendimento da autora e, para nossa sorte, ela obteve sucesso. Seu recorte incisivo: a radiografia do Primeiro Comando da Capital (PCC) e Comando Vermelho. A modelagem conceitual por ela realizada dessas duas organizações clarifica aspectos fundamentais do crime organizado no país, fornecendo os fundamentos de investigações futuras, às quais a autora já se dedica em sua pesquisa. Em síntese, esta obra nos ajuda a enxergar melhor a nossa exceção cotidiana, só podemos agradecer à autora por ter compartilhado suas lentes conosco.

Tendo como referencial teórico as tipologias produzidas pela sociologia militar nas obras dos autores Charles Moskos, John Allen William e David Segal, a autora se propõe a verificar o funcionamento de estruturas de organizações criminosas sul-americanas cuja principal atuação é o tráfico de drogas. Ao fazer essa opção analítica, seu olhar detém-se sobre o status da América do Sul na divisão internacional do trabalho ilícito, e para as particularidades que envolvem a lógica do crime neste espaço e seu impacto na sociedade como todo. A multiplicidade de experiências do universo do crime questiona a forma como costumamos olhar para esse fenômeno. Há uma narrativa já estabelecida, principalmente quando se trata das drogas, e essa narrativa passa por, necessariamente, identificar inimigos em categorias fechadas, colocando a juventude que atua no tráfico no mesmo patamar de ameaça que um grande atacadista. Que coloca cartéis, clãs familiares, comandos e máfias como atores com objetivos únicos, violentos e estéreis, não passíveis de uma ideologia ou da capacidade de reação as idiossincrasias de suas sociedades. Não olhar para esses grupos como fenômenos sociais é negar olhar o papel que a cultura, a política, a história e a economia de uma sociedade tem em criar base para esses desvios da normatividade legal. Sem esse olhar rompe-se qualquer plataforma de diálogo e mediação, provocando unicamente a guerra.

Metadado adicionado por Telha em 21/07/2020

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Telha

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9786586823080
  • Livro Impresso
  • Crime organizado no Brasil
  • apontes sociológicos
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Cruxen, Letícia (Autor)
  • Letícia Cruxen, América do Sul, Comando Vermelho, Crime, Crime Organizado, PCC, Relações Internacionais, Sociologia
  • Humanidades
  • SOC004000, POL011000
  • 2020
  • 17/07/2020
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 14 x 21 x 0.7 cm
  • 0.139 kg
  • Brochura
  • 118 páginas
  • R$ 40,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9786586823080
  • 9786586823080
  • --