Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

A teoria geral do processo e seu tripé fundamental



Pereira, Mateus Costa (Autor)

teoria, geral, tripé, fundamental


Sinopse

A Teoria Geral do Processo e seu Tripé Fundamental.

Metadado adicionado por Tirant Lo Blanch Brasil em 11/12/2020

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Tirant Lo Blanch Brasil

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9788594771469
  • Livro Impresso
  • A teoria geral do processo e seu tripé fundamental
  • --
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Pereira, Mateus Costa (Autor)
  • teoria, geral, tripé, fundamental
  • Educação
  • LAW018000
  • 2018
  • 16/05/2018
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 14 x 21 x 2 cm
  • 0.3 kg
  • Brochura
  • 310 páginas
  • R$ 80,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9788594771469
  • 9788594771469
  • --

Sumário

Índice
Agradecimentos
«Teoria Geral do Processo», essa velha conhecida 
Prefácio
Introdução
Capítulo I
O racionalismo e a questão de sistema 
1. Introito
2. Secularização da cultura: o advento da modernidade
2.1. Dos pressupostos epistemológicos da ciência moderna
3. A geração espontânea do sistema: a reação ao atomismo
4. Do conceito moderno de sistema
4.1. Conhecimento do conhecimento: o criticismo kantiano
4.2. A proposta sistemática de Kant e a formalização do saber
4.3. O historicismo filosófico
4.4. Da irredutibilidade do sistema abstrato: a “Crítica da Razão Histórica”
5. Pensamento, contexto e crítica
Capítulo II
Iluminismo, jusracionalismo e a construção da ciência jurídica
1. Introito
2. Caminhos à guinada científica do direito
3. A emergência científica dos códigos
3.1. O contraponto com Vico 
24 Mateus Costa Pereira
3.2. Da codificação sistematizadora
4. A Escola da Exegese
4.1. O surgimento do positivismo legalista 
4.2. O contraponto com François Gény: a Livre
Pesquisa do Direito
4.3. Exegese x poder judiciário: aplicação mecânica (“segurança jurídica”) x interpretação (“arbítrio”)
5. A Escola Histórica do Direito e a gênese da “ciência jurídica”
5.1. A entronização do historicismo na ciência do direito 
5.2. O esforço sistemático e a construção da dogmática jurídica
5.3. A gradual formalização do componente histórico: a
pandectística e o enaltecimento do direito romano
6. A Jurisprudência dos Conceitos: do positivismo científico
7. Bases científicas – naturais – do Positivismo Jurídico
7.1. Estado moderno e codificação: primeiras “páginas”

7.2. A recusa de um paradigma externo ao direito: a formalização da ordem
8. O Ordenamento Jurídico
8.1. Ordem e Ordenamento
8.2. Sistema Jurídico e Ordenamento Jurídico 
9. A Jurisprudência dos Interesses e a crítica ao “céu de conceitos”
10. A – suposta – evolução do sistema a uma ordem teleológica de princípios gerais do direito
11. Normativismo Jurídico: o purismo metodológico de Hans Kelsen 
11.1. Do neokantismo kelseniano: a ambiência filosófica da Teoria Pura 
11.2. O dualismo lógico-fundamental: ser e dever ser 
11.3. Da validade como critério de unidade sistemática 
11.4. A Teoria Pura como o apogeu do formalismo no direito: epílogo
Capítulo III
Jusracionalismo e a construção da ciência processual
1. Introito
2. A moderna ciência processual
3. A Teoria Geral do Direito
4. Uma Teoria Geral do Processo
4.1. Teoria Geral do Processo ou Direito Processual Único?
4.2. A base – geral – dos diferentes ramos processuais
4.3. Sobre as correntes unitária e dualista: uma discussão parcialmente (des)focada 
4.3.1. A visão dualista
4.3.2. A visão unitária 
5. A teoria geral do processo: essa – ainda – desconhecida (?); um diálogo com Fredie Didier Jr
5.1. Explicação preliminar
5.2. A tese
5.3. A antítese
5.4. A síntese 
Considerações Finais
Referências Bibliográficas