Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

Em tempos de pós-democracia



Casara, Rubens R. R. (Autor)

democracia, Rubens, Casara, Estado, Estado democrático de Direito


Sinopse

Em países como o Brasil, lançados em uma tradição autoritária,  com  especial  destaque  para  a  herança  da  escravidão  e  a  correlata  hierarquização  das  pessoas,  que  não  conseguiram  construir  uma  cultura  democrática,  a  pós-democracia instalou-se docilmente e de forma ainda mais  perversa.  Não  há,  ao  contrário  do  que  sustentam  os discursos de viés liberal, a diminuição da intervenção estatal na vida da sociedade. Ao contrário, o Estado Pós-Democrático revela-se um Estado forte e, possivelmente, o menos sujeito a controle desde a criação do Estado Moderno. Isso porque uma das principais funções do Estado Pós-Democrático  passa  a  ser  a  de  controlar  os  indesejáveis,  aqueles  que  não  interessam  ao  projeto  neoliberal,  seja porque não produzem ou não têm capacidade econômica de consumir, seja por serem adversários políticos do projeto neoliberal, como era o caso de Marielle Franco. No   Estado   Pós-Democrático,   a   diferenciação   exclusivamente  política,  já  que  desaparecem  as  funções  que  constituíam  o  “braço  esquerdo”  do  Estado  (tais  como  as  políticas inclusivas e de redução da desigualdade), é a diferenciação entre “amigo” do mercado e “inimigo” do mercado, este último será o indivíduo indesejável sobre o qual recairá o poder penal. Em  tempos  pós-democrático,  os  autores  procuram  identificar as distorções que levaram à pós-democracia, a um Estado sem limites ao poder econômico e a uma sociedade sem  lei  ou  liberdade,  em  que  o  cidadão  foi  transformado em mero consumidor incapaz de reflexão. Mas, não é um livro pessimista. Há também o cuidado de mostrar os caminhos à ressimbolização do mundo e a correlata luta pelo retorno da democracia.

Metadado adicionado por Tirant Lo Blanch Brasil em 10/12/2020

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Tirant Lo Blanch Brasil

ISBN relacionados

9788594772589 (ISBN do e-book em PDF)


Metadados completos:

  • 9788594772534
  • Livro Impresso
  • Em tempos de pós-democracia
  • --
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Casara, Rubens R. R. (Autor)
  • democracia, Rubens, Casara, Estado, Estado democrático de Direito
  • Educação
  • LAW000000, POL003000
  • --
    --
  • 2018
  • 01/01/2018
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 14 x 21 x 2 cm
  • 0.25 kg
  • Brochura
  • 172 páginas
  • R$ 70,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9788594772534
  • 9788594772534
  • --

Sumário

SUMÁRIO

OS AUTORES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .9

APRESENTAÇÃO  . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11

Rubens R R Casara

CARTAS AOS AMIGOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .19

Leonardo Tonus

COMPLEXO DE COLOMBO: NOTAS PARA UM PROJETO DE ANÁLISE PSICOPOLÍTICA COLONIAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .21

Marcia Tiburi

O PATRIMONIALISMO É O PROBLEMA BRASILEIRO? . . . . . . . . .35

Jessé Souza

PÓS-DEMOCRACIA E O ESPETÁCULO MORALISTA DA JUSTIÇA “MESSIÂNICA”  . . . . . . . . . . . . .55

Esther SolanoLA VOCACIÓN JURISDICCIONAL DE LA LITERATURA LATINOAMERICANA  . . . . . . 69

José Calvo González

VIAGEM NA IRREALIDADE COTIDIANA: O QUE UMBERTO ECO PODE NOS DIZER SOBRE DELAÇÃO PREMIADA  . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .83

Victória-Amália de Barros Carvalho Gozdawa de Sulocki

A PONTA DE LANÇA DA LUTA DE CLASSES . . . . . . . . . . . . . . . . . . .97

Luis Felipe Miguel

PARA QUE POETAS EM TEMPOS DE TERRORISMOS?  . . . . . . . .109

Alberto Pucheo

DEMOCRACIA LIBERAL E CAPITALISMO  . . . . . . . . . . . . . . . . . . .115

Susana de Castro

O QUE É LEGÍTIMO? O QUE É JUSTO? E O QUE É PERENE?   .121

Fernando Horta

CONCEIÇÃO MORREU  . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .133

Simone Dalila Nacif  Lopes

MEDIDAS DE EXCEÇÃO COMO NOVO PARADIGMA AUTORITÁRIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .141

Pedro Estevam Serrano

(INS)URGÊNCIAS DEMOCRÁTICAS EM TEMPOS DE FASCISMOS  . . . . . . . . . . . . . . . 149

Fernanda Martins

Augusto Jobim do Amaral

OUTRO JUDICIÁRIO É POSSÍVEL: A REINVENÇÃO DEMOCRÁTICA DA JUSTIÇA  . . . . . . . . . . . . 159

Gláucia Foley

EMPOBRECIMENTO SUBJETIVO E DOMINAÇÃO . . . . . . . . . . . .169

Rubens Casara