Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

As mulheres devem chorar... Ou se unir contra a guerra
patriarcado e militarismo



Woolf, Virginia (Autor), Tadeu, Tomaz (Organizador), Tadeu, Tomaz (Tradutor), Louro, Guacira Lopes (Posfácio), Tadeu, Tomaz (Comentários / Notas)

literatura inglesa, feminismo


Sinopse

Coletânea inédita de textos de Virginia Woolf centrados na questão da relação entre masculinismo e militarismo, entre patriarcado e ditadura.

"Três guinéus", o livro em que Virginia Woolf desenvolve o argumento de que existe uma estreita conexão entre patriarcado e militarismo, foi publicado, na Inglaterra e nos Estados Unidos, em 1938. Nesse mesmo ano, a revista americana ,The Atlantic Monthly publicou, em duas partes, uma versão abreviada e reestruturada do livro. "As mulheres devem chorar" foi o título dado à primeira parte, enquanto o título da segunda o repetia, com um acréscimo: "As mulheres devem chorar. Ou se unir contra a guerra". É em torno desse ensaio e dessa temática que se centra a presente coletânea, acrescida, entre outros, de "Profissões para mulheres", texto escrito em 1931, focado no tema da dificuldade de acesso das mulheres às profissões liberais, e do comovente ensaio "Pensamentos sobre paz durante um ataque aéreo", publicado em outubro de 1940, em plena Segunda Guerra e cinco meses antes da morte da autora. Fecha o livro um posfácio de Guacira Lopes Louro, estudiosa de gênero e sexualidade.

Metadado adicionado por Grupo Autêntica em 14/02/2019

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Grupo Autêntica

ISBN relacionados

--


Metadados completos:

  • 9788551304891
  • Livro Impresso
  • As mulheres devem chorar... Ou se unir contra a guerra
  • patriarcado e militarismo
  • 1 ª edição
  • éFe
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Woolf, Virginia (Autor), Tadeu, Tomaz (Organizador), Tadeu, Tomaz (Tradutor), Louro, Guacira Lopes (Posfácio), Tadeu, Tomaz (Comentários / Notas)
  • literatura inglesa, feminismo
  • Literatura estrangeira
  • LCO009000
  • --
    --
  • 2019
  • 27/02/2019
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 16 x 23 x 1 cm
  • 0.282 kg
  • Brochura
  • 160 páginas
  • R$ 54,90
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9788551304891
  • 14193
  • --

Áreas do selo: ArtesEducaçãoGastronomiaHumanidadesIdiomas e referênciaInfantojuvenilLiteratura estrangeiraLiteratura nacionalParadidáticos / LeituraParadidáticos / ReferênciaSaúde, esporte e lazerTécnicosTeoria e crítica literáriaTurismo

Autêntica conta com mais de 700 publicações em seu catálogo. Reconhecida por seu trabalho com o público acadêmico e por suas obras destinadas às áreas das Ciências Humanas, a editora foi crescendo com o passar dos anos e passou a publicar livros com temas mais abrangentes e diversificados, como literatura brasileira e estrangeira de qualidade, com nomes de peso como Maura Lopes Cançado, Ferreira Gullar e Virginia Woolf. O catálogo contempla também obras de Antropologia, Cultura Negra, Sociologia, Historiografia, Comunicação, Cinema e Teatro, Biblioteca Escolar, Linguística, Educação, entre outros. A editora assumiu o desafio de trazer para a língua portuguesa obras de Filosofia fundamentais para seus leitores. Exemplos dessa empreitada são a tradução bilíngue (latim-português) da Ética, de Spinoza, e o Vocabulário de Foucault – Um percurso pelos seus temas, conceitos e autores, do argentino Edgardo Castro. Em 2011, criou a coleção Filô, contemplando autores clássicos e contemporâneos da Filosofia, que vão de Platão e Espinosa, a Walter Benjamin, Giorgio Agamben e Slavoj Žižek. Publicações importantes em áreas mais específicas da Educação, como Pedagogia/Formação de Professores, Filosofia da Educação, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Matemática, Ensino da Escrita e da Leitura, História da Educação, entre outras, integram o catálogo. Atualmente, a editora aposta em publicações de luxo, com capa dura e acabamento sofisticado, de nomes como James Joyce, Rubem Braga, Campos de Carvalho, Foucault e Thomas Moore. Além disso, é a responsável pela publicação de O Sumiço, tradução em língua portuguesa de La Disparition, romance de Georges Perec todo escrito sem a letra “e”.

Saiba mais