Precisa de ajuda?

+ 55 11 3706-2995
[email protected]

Livro Impresso

Direitos sociais: exclusão e desigualdades no contexto luso-brasileiro



Catalan, Marcos (Coordenador), Ferreira, António Casimiro (Coordenador), Wünsch, Guilherme (Coordenador)

direito, trabalho, social, desigualdade


Sinopse

Tendo presente que o direito é revelador das metamorfoses do político, e de que o direito e a política se combinam socialmente, procura-se demonstrar como a emergência de modelos de organização social e econômica, como é o caso da sociedade de austeridade, constrangem quadros institucionais, legais e padrões de normatividade, os quais adquirem agora a forma da “normalidade da exceção”. Apontando os argumentos ao presente, se pode avançar com a ideia de que as sociedades da modernidade avançada, da sociedade de risco, ou, mais propriamente, da sociedade de austeridade, colocam uma questão central: a de saber de que modo, em sociedades crescentemente complexas e marcadas pelo acentuar das desigualdades, da exclusão social e das vulnerabilidades, o direito pode contribuir para a diminuição, ou, pelo contrário, acentuar estas dimensões negativas e eticamente atentatórias a uma vida e sociedades dignas.

As clivagens que, hoje em dia, atravessam as sociedades, considerando-se o contexto econômico, social, político e cultural marcado pela matriz ideológica da austeridade e a normatividade da exceção, estão associadas às oposições entre mercadorização e política, esquerda e direita, capital e trabalho, politização e despolitização, democracia e não democracia, justiça social e desigualdades sociais. A questão do Estado, central aos debates políticos e jurídicos, é agora perspectivada à luz da contraposição entre novas e velhas formas de regulação, crise da regulação política e jurídica e constrangimentos impostos ao Estado Social. Os elementos acabados de referir compõem as linhas de força da relação entre o Estado e o direito, a qual é agora crescentemente condicionada pelo retomar da noção de Estado de exceção.

Metadado adicionado por Tirant Lo Blanch Brasil em 16/12/2020

Encontrou alguma informação errada? Perguntar para a Tirant Lo Blanch Brasil

ISBN relacionados

9786587684192 (ISBN do e-book em PDF)


Metadados completos:

  • 9786587684178
  • Livro Impresso
  • Direitos sociais: exclusão e desigualdades no contexto luso-brasileiro
  • --
  • 1 ª edição
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • --
  • Catalan, Marcos (Coordenador), Ferreira, António Casimiro (Coordenador), Wünsch, Guilherme (Coordenador)
  • direito, trabalho, social, desigualdade
  • Educação
  • LAW054000, SOC050000
  • 2020
  • 16/12/2020
  • Português
  • Brasil
  • --
  • Livre para todos os públicos
  • 16 x 23 x 1 cm
  • 0.404 kg
  • Brochura
  • 166 páginas
  • R$ 60,00
  • 49019900 - livros, brochuras e impressos semelhantes
  • 9786587684178
  • 9786587684178
  • --

Sumário

SUMÁRIO

TIJOLO COM TIJOLO NUM DESENHO LÓGICO: A

RECONSTRUÇÃO DO QUE SE CONHECE POR TRABALHO

. . . . . . .

9

António Casimiro Ferreira

Guilherme Wünsch

Marcos Catalan

A AUSTERIDADE E A EXCEÇÃO: O NOVO NORMAL ATRAVÉS

DO DIREITO

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

13

António Casimiro Ferreira

PARADIGMAS SOCIOJURÍDICOS LABORAIS: REENCONTRAR

O DIREITO DO TRABALHO

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

31

Andreia Santos

A VALORIZAÇÃO SIMBÓLICA DO TRABALHO PRECÁRIO:

REFLEXÕES ACERCA DA EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR

E ALGUMAS DE SUAS CONEXÕES COM AS PROFISSÕES

JURÍDICAS

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

51

Felipe Montiel da Silva

ESO QUE LLAMAN DE AMOR ES TRABAJO NO PAGO:

A NATURALIZAÇÃO DO TRABALHO DOMÉSTICO E A

DEMANDA DAS MULHERES BRASILEIRAS NO MERCADO DE

TRABALHO

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

77

Camila Belinaso

EU, ROBÔ; TU, ROBÔ; ELE, NOS CONTROLA: LIMITES E

POSSIBILIDADES DA INTERVENÇÃO BIOTECNOLÓGICA

PELA UTILIZAÇÃO DE MICROCHIPS NO CONTROLE DO

CORPO DE EMPREGADOS

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

93

Guilherme Wünsch

A ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO NO

QUADRO DO TRANSCONSTITUCIONALISMO DE INCLUSÃO

SOCIAL

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

123

Marina Pessoa Henriques

O TRABALHO COMO TORTURA: O PERCURSO

IDENTITÁRIO DO TRABALHADOR NARRADO PELA

HISTÓRIA E PELA ARTE

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

137

Raquel Samberg